Algoz de Eurides, Olair e Faraj faz plano de governo de Alírio

Manoel Carneiro nos corredores da Câmara Legislativa. Reprodução: Facebook

Figura conhecida da política local, o ex-administrador de Águas Claras Manoel Carneiro ajudou a eleger políticos ao longo de sua trajetória na vida pública. No entanto, seu comportamento heterodoxo o fez acumular desafetos ao longo dos anos. Por onde passou, Carneiro deixou uma trilha de ex-aliados descontentes e de observadores desconfiados. Um deles chega a brincar: “Ele só não pode ser chamado de cordeirinho”.

Na lista de oponentes estão os ex-distritais Olair Francisco e Eurides Brito. Indicado por Olair para a administração de Águas Claras, Carneiro perdeu o cargo após se envolver em um esquema de compra de 250 mil cartilhas por R$ 1 milhão. O escândalo dos gibis, como ficou conhecido o episódio, causou prejuízos políticos ao seu então padrinho político.

No caso de Eurides Brito, Carneiro testemunhou contra a ex-distrital na CPI da Educação. Ele havia ocupado o cargo de chefe de gabinete dela. A mais recente vítima do professor de Educação Física aposentado por problemas psicológicos foi a deputada distrital Sandra Faraj (PR), absolvida nesta semana pelo Conselho Especial do Tribunal de Justiça do DF e Territórios (TJDFT) das denúncias de peculato por um suposto caso de desvio de verbas indenizatórias.

Mesmo com esse “currículo vitae”, Carneiro não se afastou da cena política. Agora trabalha para eleger Alírio Neto (PTB) governador do DF. É um dos articuladores da campanha do pré-candidato ao Buriti e responsável pela minuta do plano de governo do petebista.

Parece que os episódios do passado não assustaram o experiente delegado aposentado Alírio Neto…

Fonte:

Deixe um comentário