Alckmin e Haddad ampliam Operação Delegada

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, recebe o governador Geraldo Alckmin na Prefeitura de São Paulo, para assinatura de termo para a fiscalização das Normas de Prevenção de Incêndios e Acidentes em comércios na capital paulista

Ampliação é resultado do protocolo de intenções assinado em janeiro pelos governantes (Silva Junior/Folhapress)
O governador do estado de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), e o prefeito Fernando Haddad (PT) assinam nesta segunda-feira um convênio que amplia as atividades da Operação Delegada. A atividade permite aos PMs desempenharem suas funções de atribuição do município nos dias de folgas. Os PMs podem trabalhar por, no máximo, 12 dias por mês e a carga horária não pode passar de oito horas por dia. 
Agora, além de fiscalizar o comércio irregular da capital paulista, os 3.898 policiais militares que atuam na operação, inclusive bombeiros, ajudarão na fiscalização e prevenção de incêndios em casas noturnas, no Programa de Silêncio Urbano (PSIU) e na proteção do patrimônio e equipamentos municipais. A operação também será ampliada para o período noturno, quando atuarão cerca de 1.300 policiais.
A iniciativa do redirecionamento da operação para a fiscalização de casas noturnas pretende impedir que se repita em São Paulo a tragédia que aconteceu em Santa Maria (RS), onde mais de 200 pessoas morreram no incêndio da boate Kiss.
Fonte: Veja Online
Sites e Blogs

Deixe um comentário