Agnelo Queiroz tem R$ 1 milhão bloqueados pelo TJDFT

O MPDFT bloqueou os bens do ex-governador Agnelo Queiroz em até R$ 1 milhão e absolveu outras quatro pessoas que estavam no processo. O plenário decidiu a pena, por unanimidade, nesta quarta-feira (24).

Os desembargadores absolveram o ex-secretário-chefe da Casa Militar, coronel Rogério Leão; o advogado Paulo Guimarães; o assessor jurídico, Raimundo Dias; e o ex-assessor da Casa Militar, Tulio Kayson. O único condenado pelo colegiado foi o ex-governador.

Uma ação cautelar que pedia o bloqueio de bens para saldar uma suposta dívida aos cofres públicos foi julgada improcedente, em 27 de abril de 2017. Na sentença, a juíza sustentou que inexistiam “indícios de que a suposta prática de improbidade administrativa tenha causado prejuízo ao erário”. Agora, o MPDFT requer, novamente, a retenção de posses de Angelo.

Deixe um comentário