Agências dos Correios funcionam normalmente em primeiro dia de greve nacional

Apesar da greve dos servidores dos Correios iniciada hoje, muitas agências funcionam normalmente no Distrito Federal, nesta segunda-feira.  A Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect) confirmou o funcionamento normal em alguns pontos do DF, mas não informou o motivo da pouca adesão ao movimento.

A categoria é contra as mudanças no plano de saúde da empresa, que preveem o pagamento das mensalidades pelos funcionários e a retirada de dependentes dos contratos. Além disso, o sindicato pede aumento salarial, que segundo o Fentect, é o “pior salário entre empresas públicas e estatais”. Segundo o sindicato, a greve está mantida por tempo indeterminado.

Já os Correios informaram em nota que “mesmo reconhecendo que a greve é um direito do trabalhador, a empresa entende o movimento atual como injustificado e ilegal, pois não houve descumprimento de qualquer cláusula do acordo coletivo de trabalho da categoria.” Além disso, informaram que as pautas de reivindicações do sindicato “nada têm a ver com o verdadeiro motivo da paralisação de hoje: a mudança na forma de custeio do plano de saúde da categoria.”

Ainda de acordo com a empresa, o assunto foi discutido exaustivamente com as representações dos trabalhadores desde outubro de 2016, tanto no âmbito administrativo quanto em mediação pelo Tribunal Superior do Trabalho, que apresentou proposta aceita pelos Correios, mas recusada pelas representações dos trabalhadores. Após diversas tentativas de acordo sem sucesso, a empresa se viu obrigada a ingressar com pedido de julgamento no TST. No momento, a empresa aguarda uma decisão por parte do tribunal. A audiência está marcada para a tarde de hoje.

Serviço – A paralisação parcial, iniciada nesta segunda-feira (12) por alguns sindicatos da categoria, ainda não tem reflexos nos serviços de atendimento dos Correios. Até o momento, todas as agências, inclusive nas regiões que aderiram ao movimento, estão abertas e todos os serviços estão disponíveis.

Segundo os Correios, em Brasília, 91,9% do efetivo estão presentes e trabalhando – o que corresponde a 4.983 empregados.

Fonte:

Deixe um comentário