Academia Brasiliense de Letras

A Academia Brasiliense de Letras elegeu hoje sete novos participantes da organização. Eles ocuparam cadeiras de acadêmicos que deixaram os colegas de estudos literários há pouco tempo, como o escritor potiguar João Batista Cascudo Rodrigues, morto em outubro de 2009. Um caso curioso é o do jornalista Luiz Gutemberg, autor do romance O Jogo da Gata-Parida, que foi eleito para a cadeira do ex-ministro Humberto Gomes de Barros, que não só era alagoano como ele, mas primo do atual dono da cátedra. 


“Nós tivemos, felizmente, nos últimos anos, o crescimento do número de acadêmicos no Distrito Federal. Elegemos sete vagas, o que não é normal em uma academia. Tivemos a sorte de termos excelentes candidatos”, elogiou o presidente da Academia, Carlos Mathias de Souza. Veja a lista dos eleitos e as cadeiras que conquistaram:


Adirson Vasconcelos para a cadeira de João Batista Cascudo Rodrigues

Alberto Bresciani para a cadeira de Luiz Vicente Cernicchiaro

Carlos Henrique Cardim para a cadeira de José Carlos Azevedo

Edmilson Caminha para a cadeira de de Francisco José Lustosa da Costa

José Jerônimo Rivera para a cadeira de Clóvis Sena

Luiz Gutemberg para a cadeira de Humberto Gomes de Barros

Marco Maciel para a cadeira de Mozart Victor Russomano


Fonte: Correio Braziliense

Sites e Blogs

Deixe um comentário