A violência domestica e o alcoolismo na conjugalidade

Duas problemáticas vêm assombrando as relações matrimoniais há séculos. Na mitologia grega, o famoso herói Hércules, filho bastardo do deus Zeus, em um de seus ataques de fúria atacou a sua esposa e seus filhos. Por ter herdado os poderes de seu pai seu ataque resultou em uma trágica morte de sua família. Já na bíblia, Noé, após ter sobrevivido ao dilúvio resolveu plantar um vieira, das uvas fez uma fermentação que resultou em vinho. Após se embebedar, dormiu no chão e foi uma vergonha para sua família.

Esses dois exemplos são emblemáticos para uma situação recorrente na vida de muitas pessoas. Muitos casamentos sofrem não com uma, mas com as duas simultaneamente: o alcoolismo e a violência doméstica. Estudos mostram que quando essas duas situações ocorrem ao mesmo tempo no casamento elas se reforçam em um ciclo vicioso de sofrimento e incompreensão que pode tanto gerar episódios agressivos com maior risco de vida para ambos os parceiros quanto um agravamento no transtorno do uso de álcool.

Os casais que se encontram em situações como essa necessitam de cuidado especial e de tratamento adequado. Ambas as  condições podem ser tratadas por psicólogos especializados, que podem auxiliar na comunicação do casal, trabalhar padrões de comportamento e as ideias estereotipadas sobre o casamento e o desenvolvimento de hábitos saudáveis.

 

Por Bruno Campos

Deixe um comentário