A polêmica do leite: beber ou não beber?

Recentemente, fui marcada num post de uma rede social, e me solicitaram um artigo no jornal a respeito do tema do leite de vaca ser ou não adequado para o consumo humano. Muito se questiona sobre os efeitos inflamatórios do leite de vaca. Bom, e o que há de verdade nisso? Se selecionarmos trabalhos científicos dos últimos 20 anos, encontraremos evidências que mostram tanto benefícios com o consumo regular do leite como possíveis malefícios.

Sobre os benefícios, temos que o leite e seus derivados são boas fontes de cálcio, fósforo e magnésio, além de proteína de alto valor biológico e vitaminas lipossolúveis, como a vitamina D (na versão integral). Nos trabalhos mais recentes, os pesquisadores mostram que os leites, iogurtes e queijos que passam por fermentação natural são as melhores fontes. E, muitos deles, naturalmente, apresentam baixo teor de lactose.

Os estudos que mostram malefícios associados à ingestão do leite estão mais relacionados a doenças instaladas, especialmente inflamatórias. Apesar do que, as proteínas do soro do leite, conhecidas no mercado como whey protein, apresentam propriedades anti-inflamatórias.

Ainda temos os produtos artificialmente sem lactose, com introdução pela indústria da enzima lactase, que muita gente acredita ser a versão mais saudável desses produtos, mesmo quando não apresenta nenhum tipo de intolerância. Nesses casos, não se enganem. Se você não tem restrição, a pior opção será essa! A melhor escolha desses produtos deve ser pautada numa conversa franca e minuciosa com seu nutricionista.  Ele saberá o que indicar para você!

} else {

Fonte:

Deixe um comentário