A Nutrição divulgada por quem não é especialista

Todo mundo acha que entende um pouco de nutrição. Afinal, é um ato comum a todos os seres humanos, já que nos alimentamos e muitas pessoas até se interessam pelo assunto e gostam de ler o que a mídia divulga sobre o tema. Ainda tem aquelas que gostam de cozinhar e as que seguem as dietas da moda.

Seja qual for o motivo, a maioria das pessoas sabe ou acha que sabe bastante sobre nutrição. É muito comum ouvir em consultório de clientes que “sabem tudo”, mas não conseguem colocar em prática. E quando seguimos com a consulta, percebo que estão muito equivocados na maioria das suas certezas sobre nutrição.

É uma coisa que me preocupa e, por isso, resolvi escrever sobre o tema, pois ouvi alguns absurdos nas últimas semanas. Já escrevi aqui sobre alimentação infantil, sobre os riscos de se oferecer produtos ultraprocessados para crianças, devido à sua alta concentração de açúcar, sódio e gordura.

Vi mães que, por ouvir esse mesmo alerta que fiz sobre o açúcar na dieta dos pequenos, resolveram oferecer alimentos diet, light ou até shakes substitutos de refeição para crianças com menos de dois anos, com o simples argumento de que “não tinha açúcar”.

Não tem açúcar, mas continua sendo inapropriado para essa faixa etária, pois é um alimento ultraprocessado e tem diversos aditivos químicos. Outro dia recebi um cliente que foi orientado pelo médico a optar pela água de coco de caixa, pois “a água de coco natural tem muita gordura” e para o seu caso (estava com diarréia) não era recomendado. Pensem aonde vamos parar?!

O alerta vai para todos: cuidado com as fontes da informação que são propagadas por aí.  E, na dúvida, consultem os especialistas na área, que são os nutricionistas.

Deixe um comentário