A fome no Brasil

Assisti, recentemente, ao documentário brasileiro ”Garapa”, do diretor José Padilha, e isso foi a inspiração para que eu escrevesse a matéria de hoje.  Em 2004, dados do IBGE mostraram que aproximadamente 14 milhões de brasileiros, ou seja, 7,7 % da população da época, viviam em domicílios nos quais a fome estava presente.

No Brasil, o conceito de segurança alimentar e nutricional consiste na “realização do direito de todos ao acesso regular e permanente a alimentos de qualidade, em quantidade suficiente, sem comprometer o acesso a outras necessidades essenciais, tendo como base práticas alimentares promotoras da saúde que respeitem a diversidade cultural, e que sejam ambiental, cultural, econômica e socialmente sustentáveis”.

Considerando todos os níveis de insegurança alimentar, 72 milhões de pessoas, quase 40% da população brasileira, estavam vulneráveis à fome em maior ou menor grau, ou seja, tinham preocupação com a falta de dinheiro para comprar comida, perderam qualidade em sua dieta ou ingeriram alimentos em quantidade insuficiente.

Convido todos a refletir sobre a fome em nosso país, que é tratada como uma entidade em muitas comunidades aonde a palavra fome é inclusive evitada, como se fosse uma doença consuptiva, como o câncer, de tanto sofrimento que ela gera. Se possível, assistam ao documentário e vamos lembrar-nos dos brasileiros que vivem essa realidade injusta, quando estivermos escolhendo os próximos representantes em 2014.

Fonte:

Deixe um comentário