A combinação de arroz com feijão…

Normalmente, classificamos os alimentos fontes de proteína de acordo com o seu perfil de aminoácidos. Ou seja, consideramos fontes de proteínas completas aqueles alimentos que são fontes de aminoácidos que chamamos de essenciais.

Os aminoácidos são a base estrutural das proteínas que ingerimos, e os aminoácidos essenciais são aqueles que o nosso organismo não consegue sintetizar, mas que são fundamentais para síntese de proteínas com funções importantes no nosso organismo (por exemplo, hormônios proteicos,células do sistema imune), e, por isso, devemos obrigatoriamente consumir na alimentação.

Consideramos os alimentos de origem animal como as melhores fontes alimentares de proteínas completas. As proteínas de origem vegetal, como da soja, feijão, grão de bico, castanhas, amêndoas e nozes, bem como os cereais, como milho e arroz, apresentam sempre alguma deficiência em algum aminoácido considerado essencial, e, portanto são chamadas de proteínas parcialmente completas.

A boa notícia é que a combinação desses alimentos de origem vegetal pode proporcionar um perfil de aminoácidos completo, no que se refere à presença dos aminoácidos considerados essenciais. Por isso, indivíduos vegetarianos restritos podem se beneficiar dessas combinações. É o que acontece com a combinação de arroz e feijão, clássica na alimentação do brasileiro.

Constatamos, então, que culturalmente temos um excelente hábito em relação a essa mistura. Infelizmente, estudos recentes sobre o consumo alimentar da população brasileira mostram que estamos consumindo menos feijão, o que é uma pena, considerando seu valor nutricional. O feijão é tido como um marcador de alimentação saudável entre a população brasileira.

Deixe um comentário