Segurança suspeito de estupro em festa diz que ato foi consentido. Denunciante rebate: “é um absurdo”

Em depoimento à Polícia Civil do Distrito Federal, o segurança suspeito de ter estuprado uma jovem na festa The-Box-Reveião, no Setor de Clubes Norte, negou que tivesse havido uma relação sexual forçada entre os dois. Em depoimento cedido à DEAM (Delegacia de Atendimento à Mulher), o homem afirmou que o ato foi consentido pela denunciante.

Na nota que criou em uma rede social para relatar o ocorrido, a jovem comentou o fato dele ter negado o estupro. “Parece que o indivíduo se entregou e disse que foi ‘consensual’. Estou tremendo, com a boca seca, com taquicardia… É um absurdo!”, escreveu a estudante da UnB (Universidade de Brasília). Após fazer a denúncia, a vítima foi atendida em um hospital da Asa Sul e está tomando um coquetel antirretroviral para evitar infecção viral.

O suspeito, além de trabalhar como segurança, é proprietário de uma empresa que presta serviços do tipo. Aparentemente para evitar retaliações, foram apagados todos os perfis pessoais do suspeito nas redes sociais.

Em nota, a organização da festa, que ocorreu na quadra da escola de samba Acadêmicos da Asa Norte, afirma que prestou ajuda à vitima e que a empresa de segurança contratada “já fez diversos eventos conosco e conhecemos por meio de indicações de eventos de alguns Centros Acadêmicos da Universidade de Brasília”.

Os organizadores dizem também ter entrado em contato com a vítima “para dispor também a ela toda documentação necessária”. Em outro trecho da nota de desculpas, a organização afirma que “isso é um comportamento inaceitável e nos colocamos a disposição para investigar qualquer outro caso de violência que possa ter ocorrido, por que atos assim não podem passar impunes”.


Leia mais notícias:


Motorista invade prédio do Ministério da Fazenda porque diz não gostar do PT


Dupla é suspeita de roubar carro, assaltar farmácia e tentar matar policial


 

Fonte:

Deixe um comentário