Ponto Natural chegará à Brasília nesta quinta-feira

Ponto Natural chegará à Brasília nesta quinta-feira

 A rede Ponto Natural, há quase 30 anos no mercado de alimentação saudável e bem-estar, chegará à Brasília no próximo dia 13 de março, na 215 Norte, onde será inaugurada a sua 19ª loja no país. A marca se tornou um diferencial em qualidade e atendimento, com suas lojas espalhadas pelas regiões Sudeste e Sul.

A Ponto Natural Brasília ficará instalada na SHCH CL, Quadra 215, Bloco C, Loja 29, térreo e será comandada pelos jovens empresários e esportistas Ana Luisa Fraga(27) e Gabriel Politi(25). Ambos são veteranos na área de saúde e bem-estar. Ana Luisa foi atleta profissional de Handebol por 11 anos, com passagem pela seleção de Brasília e medalhista no Campeonato Brasiliense de Judô. Já Gabriel Politi é formado em Educação Física e foi atleta profissional de Futebol em diversas bases, como Legião, Gama e Brasiliense. Assim como Ana, também foi jogador de Handebol na seleção de Brasília.

“A Ponto Natural era algo que o mercado de Brasília, um grande consumidor de saúde e bem-estar, precisava para auxiliar nesse estilo de vida. A marca é conhecida por ser diferenciada, completa e dinâmica. Ofereceremos uma enorme variedade de produtos voltados para os interessados em melhorar sua qualidade de vida”, afirma a sócia da unidade de Brasília, Ana Luisa Fraga.

A loja terá 55m² e contou com investimentos de R$ 165 mil. No local, os clientes poderão apreciar todos os produtos que já fazem sucesso nas demais unidades da rede: itens naturais, diet, light, zero glúten, zero lactose, alimentos funcionais e orgânicos, além de produtos exotéricos, revistas, livros e presentes, entre outros itens.

“Um diferencial importante que a loja de Brasília oferecerá aos seus clientes é a grnade variedade de produtos a granel. Assim, os clientes podem experimentar, escolher e comprar a quantidade que desejarem”, explica o sócio Gabriel Politi. “A loja tem um projeto arquitetônico único e agradável, que recria e resgata as relações calorosas dos tempos de armazéns”.

Fonte:

Deixe um comentário