Via Satélites

Ceilândia

Disparos contra o carro da Seops

Na terça-feira (10), um carro da Secretaria da Ordem Pública e Social (Seops) foi atingido por um tiro durante uma remoção de obras irregulares na chácara 94 no Setor Habitacional Sol Nascente. O disparo atingiu um vidro do veículo e ninguém ficou ferido. A ocorrência foi registrada na 19ª DP (P Norte) e o Instituto de Criminalística é responsável pela perícia.

Alho custa caro a supermercado

Uma consumidora vai receber R$ 3 mil de indenização por ser acusada injustamente de furtar alho em supermercado. O caso foi definido pelo 3º Juizado Cível de Ceilândia após testemunhas confirmarem que um segurança abordou a mulher na frente de outras pessoas acusando-a de roubo. O estabelecimento recorreu, mas a sentença foi mantida pela 1ª Turma Recursal do Tribunal de Justiça.

Distrito Federal

SUS oferece vacina contra catapora

Desde segunda-feira (9), a Secretaria de Saúde oferece em seu calendário básico de imunização a vacina contra catapora (varicela) para crianças com um ano e três meses de idade. A vacina tetra viral é segura, tem 97% de eficácia e raramente causa reações alérgicas. Não haverá campanha de vacinação, pois a vacina tetra viral será disponibilizada na rotina dos serviços públicos em substituição à segunda dose da vacina tríplice viral. É a primeira vez que isto ocorre na rede pública do DF.

112 irregularidades

O Ministério Público recomendou a suspensão das atividades no Teatro Nacional de Brasília após os bombeiros constatarem 112 irregularidades. Desde a inauguração, em 1961, o prédio não tem alvará de funcionamento, Habite-se, segurança contra incêndio. A última reforma foi em 1997. O Corpo de Bombeiros autorizou o funcionamento até o dia 19 de outubro, mas a Secretaria de Cultura pede que o monumento funcione até o início das obras de restauração, em 2014.

ÁGUAS CLARAS

Pré-projeto de praça

Foi instalada, semana passada, a iluminação da Praça da Estação Concessionárias, em Águas Claras. O restante da revitalização, ou construção da praça ainda não tem previsão para ser entregue. O projeto teve que passar por mudanças e adaptações, o que atrasou a escolha da empresa que executará a obra. A instalação dos postes foi uma medida de segurança para melhorar a vida dos moradores. A entrega da praça ainda não tem previsão.

Vicente Pires

Escuridão

No final da Rua 5, encontro com a Rua 4, a iluminação, ou a falta dela, é o grande problema. Moradores contam que ocorreram assaltos e tentativas de estupros no setor. A via possui lugares onde os bandidos se escondem, aproveitando-se da escuridão para atacar as vítimas. A administração informou que já passou a demanda para o órgão responsável e providenciará os postes e as lâmpadas.

Fonte:

Deixe um comentário