Via-Sacra de Planaltina guarda surpresa

Há 40 anos, o Morro da Capelinha, em Planaltina, passa por uma transformação durante a semana santa para se tornar a cidade de Jerusalém do século 1, onde Jesus viveu seus últimos dias. Hoje, Sexta-feira da Paixão, 1,4 mil atores encenam a via-crúcis de Cristo, considerado o ponto alto das comemorações da Páscoa a ser assistida por em 200 mil pessoas. Como 2013 é o 40º aniversário do evento, haverá uma surpresa, sobre a qual a produção mantém segredo.

Ontem, o trabalho das equipes de montagem era intenso. Bombeiros fizeram uma vistoria para checar se havia colmeias de abelhas e marimbondos. Caminhões com caixas de som e iluminação de LED subiam e desciam o morro. No trajeto, é montada uma cidade cenográfica, com comércio, trabalhadores, mendigos e leprosos. Os palácios de Anás e Caifás, Herodes e Pilatos — personagens que julgam Jesus Cristo e o levam à condenação — a cada ano precisam de retoques. O luxo e o requinte chegam hoje de manhã, com mesas, frutas, cortinas, tapetes, flâmulas, feno e adereços decorativos. A direção do evento prefere colocar os objetos no dia a fim de evitar furtos.


Para garantir a segurança dos 200 mil fiéis, a organização contará 810 policiais militares, quatro policiais civis, 183 bombeiros, 12 agentes do Departamento de Trânsito do DF (Detran-DF), oito homens da Defesa Civil e 15 policiais rodoviários federais.


Fonte: Correio Braziliense

Extratos dos Jornais

Deixe um comentário