UPA adota procedimento para pacientes de risco

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Núcleo Bandeirante começou, na segunda-feira (29), a usar o código de parada cardiorrespiratória, da Sociedade Brasileira de Cardiologia, que é uma lâmpada vermelha instalada no teto do corredor de acesso à ala de atendimento a pacientes graves.

A luz indicará para servidores e pacientes que o local está interditado temporariamente, exceto para a equipe de ressuscitação ou da chamada “primeira resposta”, composta por médicos, enfermeiros, farmacêutico bioquímico e pessoal de laboratório.

A lâmpada será acesa pelo profissional de enfermagem e apagada quando o paciente estiver estabilizado ou for transferido para um hospital.

Com a medida, os profissionais do “Posso Ajudar” e as recepcionistas poderão informar aos pacientes na recepção a situação de risco de um determinado paciente, o que pode gerar demora no atendimento.

Outro benefício apontado pela chefe da enfermagem, Maura Lúcias dos Anjos, é que a medida diminuirá a aglomeração de pacientes no corredor, pois o acesso estará liberado apenas para os profissionais envolvidos no caso.

Fonte:

Deixe um comentário