Três suspeitos de matar funcionária do Ministério da Cultura são detidos

                                           Maria Vanessa, morta a facadas na Asa Norte. Foto: Reprodução

Polícia Civil deteve três homens suspeitos de participação na morte da jornalista e servidora do Ministério da Cultura Maria Vanessa Veiga Esteves, 55 anos. Ela foi assassinada com golpes de faca durante um assalto na 408 Norte, na noite de terça (8). As detenções aconteceram na noite de quarta-feira (9).

Além dos dois suspeitos adultos que já tinham sido identificados, um adolescente de 15 anos que estava com eles no momento da abordagem também foi detido. Até as 19h30 de quarta-feira, a Polícia Civil apurava se ele tinha envolvimento no crime.

Segundo a corporação, o grupo estava em uma quitinete na comercial da 208 Norte – quadra vizinha ao local do crime. No apartamento, a polícia encontrou latas e cachimbos para consumo de crack.

A bolsa, os documentos pessoais, as chaves e o celular de Maria Vanessa foram achados em um contêiner de lixo naquela mesma quadra, e serviram como orientação para as buscas.

O delegado-chefe da 2ª DP, Laércio Rossetto, afirma que o menor de idade assumiu a autoria do assassinato, e disse que cometeu o crime “porque estava com vontade de matar”. Após o depoimento, ele foi encaminhado à Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA).

De acordo com Rossetto, informações preliminares apontam que um dos suspeitos era dono da quitinete e, assim como a vítima, estudava na UnB e trabalhava no Ministério da Cultura. Os dados só poderão ser confirmados nesta quinta (10), em contato com as próprias instituições.

Fonte: G1

Deixe um comentário