Taiwan sediará Congresso Mundial de Tecnologia da Informação em 2017

wcti-tecnologia-brasil-informatica-tony-winston
Governador Rollemberg, durante a cerimônia de abertura do evento realizado na capital federal. Tony Winston/Agência Brasília

Depois de Brasília receber o 20° Congresso Mundial de Tecnologia da Informação (WCIT), pela primeira vez sediado na América do Sul, entre 3 e 5 de outubro, o evento será realizado na República da China (Taiwan), pela segunda vez. Yvonne Chiu foi eleita recentemente como presidente do WCIT 2016- 2018. É a primeira vez na história que uma mulher ocupa este cargo tão importante da Tecnologia de Informação e Comunicação (TIC).

 Ela comenta que ultimamente temos ouvido gurus da indústria de TIC compartilhando as potencialidades e aplicações dessa tecnologia. “Os pontos de vista consolidaram ainda mais a minha convicção: a força de uma nação em TIC é igual ao poder da nação. O governo e a indústria devem trabalhar em conjunto, de modo que as TIC possam aumentar sua influência para o mundo. Podemos explorar ainda mais a aplicação das TIC na proteção do meio ambiente e vida inteligente, e inaugurar uma era mais próspera”, afirmou Yvonne Chiu.

Depois de 17 anos, Taiwan vai sediar em setembro o WCIT 2017, quando a República da China exibirá as melhores soluções de TIC, a tecnologia da Internet das coisas, cidades inteligentes, tecnologia verde, e bancos de dados, além das futuras tendências e direções para o setor.

As aplicações de TIC taiwanesas focam no dia a dia das pessoas. Como exemplos podem ser citados:

  • O Sistema Eletrônico de Pedágio de Taiwan (ETC). Nas estradas nacionais em Taiwan todos os pedágios são coletados eletronicamente por pórticos suspensos, não em cabines de pedágio tradicionais. Taiwan é o primeiro país a mudar de cobrança manual para cobrança totalmente eletrônica, nas faixas múltiplas em todas as suas estradas. Este sistema foi o vencedor de um prêmio de excelência na reunião anual da International Bridge, Tunnel and Turnpike Association em 31 de agosto em Dublin, Irlanda. 
  • No Ranking do Portal Eletrônico do governo da Universidade Internacional de Waseda (Japão) deste ano, Taiwan ocupa a 10ª posição na prestação de E-GOV, tais como na preparação de redes, serviços e aplicações online, otimização de gestão, portais e homepages nacionais, informações oficiais de chefes de governo, promoção do Portal do Governo, Portal da participação e inclusão digital, dados abertos do governo e cibersegurança.
  • Easy Card é sistema de passe livre de bilheteira do Metrô de Taipei, serviços de ônibus, estacionamentos selecionados, lojas, pagamento de taxas governamentais, taxas de serviços públicos, despesas médicas, serviços de transporte (incluindo serviços de lazer, como o Bondinho Maokong ou aluguel de bicicletas), despesas escolares diversas, e taxas de estacionamento.  
  • No Portal da Saúde, em 2004 o sistema de cartões inteligentes de saúde, Health Smart Cards (Cartões Inteligentes de Saúde, HSC, sigla em inglês), foi implementado como um meio para a identificação de pacientes, médicos e unidades de saúde, e sistemas de gestão de assuntos médicos que fornecem aos departamentos de Saúde e às agências de saúde pública locais com um quadro para a gestão médica, farmacêutica, enfermagem e instituições de reabilitação psiquiátrica. O cartão NHI IC tem melhorado a eficiência da declaração de seguros e processo de reembolso e contribuiu significativamente para a prevenção na fraude de seguros.

 

Fonte:

Deixe uma resposta