Sem estrutura, 21% dos parques estão fechados

Foto panorâmica da vista do Parque Nacional da Tijuca, no Rio de Janeiro

Foto panorâmica da vista do Parque Nacional da Tijuca, no Rio de Janeiro (Alberto Peterson / Divulgação)
Um levantamento com quase cem parques nacionais, estaduais e municipais do País mostrou que 80% não têm receita gerada por visitação e 21% nem sequer recebem turistas. O estudo, realizado pelo Instituto Semeia, avaliou o uso público destas e de outras unidades de conservação (UCs) abertas ao turismo, a partir de questionários enviados a 443 gestores.
O relatório, em versão preliminar, mostrou ainda que mais da metade dos parques (58%) recebe menos de 50.000 visitas por ano. Em outros tipos de UCs abertos ao público, como Florestas Nacionais e Áreas de Proteção Ambiental, o aproveitamento é ainda menor: 88% não têm receita de turismo e 44% não recebem visitantes. “Não foi uma surpresa, esperávamos resultado semelhante”, admite Ana Luisa Da Riva, diretora executiva do instituto. “Abrir os parques para o turismo significa gasto, então o governo prefere mantê-los fechados.”
Segundo ela, uma das explicações para o baixo índice de visitação em UCs, especialmente nos parques, é a estrutura precária para receber o público.
Fonte: Veja Online
Extratos dos Jornais

Deixe um comentário