Seguuura, peão!

Brasília, ainda no início de sua História, foi palco das lutas do povo contra o re­gime militar instalado pelo golpe de 1964, quatro anos após a inauguração da nova capital. A música foi uma im­portante arma dos brasileiros para contrapor a censura e o silêncio imposto pelos mili­tares. Os protestos eram dis­farçados em ritmo de samba, rock, forró e baião. Nesse con­texto, a cidade se tornou a ca­pital nacional do rock.

Surgiram aqui as bandas Legião Urbana, Capital Inicial, Plebe Rude, Paralamas do Su­cesso, dentre outras. A cidade era, nos anos 1980, o maior celeiro de bandas do país. O tempo passou, muitas coisas mudaram, a ditadura caiu, a revolta diminuiu e o rock na­cional foi se restringindo, até hoje, às mesmas bandas.

Na capital, as roupas pre­tas e calças rasgadas deram lugar às botas, fivelas e cha­péus. As rockonhas foram sumindo aos poucos e pas­saram a aparecer casas no­turnas regidas por um ritmo ligado ao country, americano como o rock.

Nasce, assim, o reinado do sertanejo em Brasília. Por aqui, todo dia é dia de dançar a dois, relembrar modas an­tigas e aprender novos hits. Embalando grandes festas de rodeio e agropecuárias por todo o país, o ritmo ganhou força e hoje tem inúmeros re­presentantes brasilienses no cenário nacional.

A fila, que foi puxada por Zé Mulato e Cassiano nos anos 1990, já tem um emaranhado de opções de duplas. A mais famosa delas é Rick e Renner. Mas também tem Henrique e Ruan, Boni e Belucco, Rick e Rangel e uma nova promessa: Higor e André Vaz.

Desajeitado – Crias de Ta­guatinga, Higor Henrique, 22, e André Vaz, 21, encon­traram na música o grande ponto de intercessão da ami­zade. Uma aproximação na­tural, embalada pelos novos hits sertanejos e pelas velhas modas de viola.

Em junho de 2011, os dois amigos se consolidaram como a dupla Higor e André Vaz e na terça-feira (3) lança­ram o primeiro clipe da mú­sica Desajeitado.

“Desajeitado começou com uma brincadeira. Con­fesso que não sou um pé-de-valsa. Longe disso. Todos sabiam que era meio desa­jeitado na dança e isso virou meio que eu um carma (ri­sos). Todos da nossa equipe, inclusive o Higor, brincavam com isso. Um dia resolvi le­var para o plano da música uma situação com alguém que também fosse cintura dura, como eu. Mandei a le­tra para o Higor. Ele logo co­locou melodia e, junto com nosso produtor, Thales, mu­dou algumas coisas. Pronto, estava feita “Desajeitado”, conta Vaz exalando a mesma alegria passada pela música.

A dupla bebe da fonte eclética da capital do país. Apesar de serem tradicio­nalmente sertanejos, Higor, da mesma forma que André, passou por outros compas­sos e cadências. André já fez parte de bandas de rock e de música brasileira, assim como Higor, que já chegou até a cantar pagode e músi­cas internacionais. A mistura já gerou bons frutos para a dupla, como o casamento das músicas Lei do Desapego, do cara do arrocha, Thiago Bra­va e I’m Yours, do romântico Jason Mraz.

Para quem curte o traba­lho de Higor e André Vaz e não consegue parar de escu­tar e se divertir com “Desajei­tado”, a dupla anuncia: novi­dades estão por vir. “A médio prazo, estamos pensando na gravação de duas novas mú­sicas, de nossa autoria. Só que, dessa vez, algo mais vol­tado para o sertanejo de raiz e o sertanejo romântico”, re­vela Higor com exclusividade ao Brasília Capital.

Além das novas composi­ções em mente, uma grande festa para comemorar o pri­meiro clipe está sendo orga­nizada. Vale ficar atento para não perder!

Serviço

Contatos para shows: (61) 8553-6694.

Twitter: @duplaheav Facebook www.facebook.com/ HigoreAndrevaz

Fonte:

Deixe um comentário