Sarkozy rejeita acusações em caso L’Oréal

A acusação de que o ex-presidente da França Nicolas Sarkozy se aproveitou da fraqueza e dos problemas mentais da milionária Liliane Bettencourt, dona da L’Oréal, foi classificada nesta sexta-feira de “terremoto político” por seu partido e rejeitada veementemente pelo acusado.
Sarkozi é acusado de um suposto financiamento ilegal da campanha eleitoral que o levou ao poder em 2007. Segundo seu advogado, Thierry Herzog, o ex-presidente está sendo perseguido.
Até o momento, o ex-presidente tinha o status de “testemunha assistida” no caso, mas após nove horas de audiência no Palácio de Justiça de Bordeaux o juiz alterou esta posição.
Se as acusações forem comprovadas, Sarkozy poderia ser condenado a três anos de prisão, pagamento de 375 mil euros de multa e cinco anos inabilitação política.
Fonte: Portal Terra
Sites e Blogs

Deixe um comentário