Retomada de obras do viaduto no final da W3 Sul provocará alterações no trânsito

O tráfego de veículos no fim da Asa Sul sofrerá alterações, em 30 dias, quando ficará pronto um desvio de 400m que dará acesso às vias W2, W3 Sul e Estrada Setor Policial Militar(ESPM), obra que possibilitará o início da construção de um viaduto para o VLT e o Expresso DF Oeste.

“O trânsito naquele local é improvisado justamente para construir esse viaduto. Agora, construiremos, de forma paralela, um novo desvio para podermos iniciar as obras”, explicou o secretário de Obras, David de Matos.

A nova pista terá três faixas de rolamento, custará R$400 mil, e será feita pela mesma empresa vencedora da licitação para a construção do viaduto. O valor destinado ao financiamento dessa intervenção faz parte do orçamento total de R$14,7 milhões da criação do complexo de mobilidade.

Com a nova pista em funcionamento, a atual será desativada e o tráfego de veículos na via W2 Sul será invertido e começará a operar no sentido Sul-Norte, intervenção que será divulgada aos condutores por sinalização e campanhas informativas.

De acordo com Matos, todas as medidas necessárias serão tomadas para evitar os transtornos à população durante a construção: “Aquela região tem um trânsito pesado e vamos fazer uma pavimentação que suporte a demanda. Queremos, ao máximo, minimizar os transtornos e não atrapalhar o trânsito”, acrescentou.

Para fazer o desvio, será necessário efetuar a derrubada de quatro árvores não nativas, que serão compensadas pela Secretaria de Obras futuramente, após indicação dos órgãos ambientais do Distrito Federal.

 

ESTRUTURA – O projeto do novo viaduto no final da W3 Sul, segundo o secretário, dará mais mobilidade à população e possibilitará rotas mais curtas.

Atualmente, quem trafega pela região precisa percorrer grandes distâncias para acessar retornos e, com a construção da nova estrutura, a mudança de direção poderá ser feita pelas tesourinhas do próprio viaduto.

A parte de cima do empreendimento servirá também para passagem do Expresso DF Oeste, novo meio de transporte que está em fase de implantação pelo Governo do Distrito Federal. Já a parte debaixo servirá, futuramente, para a passagem do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT).

A conclusão da construção de todo o complexo ocorrerá no próximo ano e deve beneficiar, também, os visitantes da capital que desembarcarem no Aeroporto Internacional de Brasília para a Copa do Mundo de 2014.

Fonte:

Deixe um comentário