Rendimento médio do trabalhador no DF cresce

Embora o objetivo do governo fosse fechar 2012 com o índice de desemprego em apenas um dígito na capital, a taxa média do ano manteve-se estável e acima da meta. De acordo com a Pesquisa de Emprego e Desemprego do Distrito Federal (PED-DF), 12,3% dos brasilienses estavam sem ocupação no período, enquanto, em 2011, eram 12,4% — queda de apenas 0,1 ponto percentual. Ainda assim, o número foi o menor desde o início do estudo, em 1992. No total, foram criados 40 mil postos de trabalho.

O rendimento médio real dos ocupados teve alta de 3,8% no período, em relação a 2011, e chegou a R$ 2.270. O provento dos assalariados, entretanto, teve uma pequena variação de 1% e ficou em R$ 2.380 em 2012. As taxas de desemprego ainda apresentam grande diferença entre homens e mulheres, com 9,6% e 15,1%, respectivamente. Os jovens são os mais prejudicados com a pressão no mercado de trabalho. O índice de desocupados chega a 27,2% entre pessoas de 16 a 24 anos. 

Fonte: Correio Braziliense

Extratos dos Jornais

Deixe um comentário