Regulação europeia contra espionagem

A chanceler alemã, Angela Merkel, defendeu neste domingo (14), em entrevista à televisão pública do país, a implementação de uma regulamentação europeia para proteger melhor os dados privados dos cidadãos disponíveis na internet.

Angela Merkel defende que “as empresas da internet, o Facebook, o Google, e outras, sejam obrigadas a indicar nos países europeus a quem transmitem os dados” dos seus usuários. Essa medida, disse, deveria “fazer parte de um acordo europeu sobre a proteção de dados”.

Na entrevista ao canal público alemão ARD, Angela Merkel destacou os resultados da viagem a Washington, na semana passada, do ministro do Interior alemão, Hans-Peter Friedrich, para obter esclarecimentos do governo norte-americano após a revelação da existência de um programa mundial de vigilância de comunicações eletrônicas pelos Estados Unidos.

“Foi dito claramente ao ministro do Interior que não havia espionagem industrial visando a empresas alemãs”, disse Angela Merkel, acrescentando que a Alemanha está disponível para trabalhar “em conjunto [com os Estados Unidos] contra o terrorismo, mas é preciso garantir, por outro lado, a proteção de dados dos cidadãos”.

A dois meses das eleições legislativas na Alemanha, a oposição acusa Merkel de ter conhecimento de espionagem contra cidadãos alemães.

Fonte:

Deixe um comentário