Redução na tarifa não afeta importação de energia

O anúncio do governo federal de redução no custo da energia elétrica para consumidores e indústrias, no começo do ano, não deve afetar a comercialização do insumo fora do país. Professor do Grupo de Estudo do Setor de Energia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Guilherme Dantas aponta que, na hipótese de haver algum aumento de consumo decorrente da redução na tarifa, a necessidade não seria suprida via importação. “Se houver alguma mudança, será na relação com a usina de Itaipu. Além disso, os outros países não teriam condições de exportar”, diz. Atualmente, o Brasil produz a maior parte da energia utilizada, mas ainda importa da parte paraguaia de Itaipu.
A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) explica, ainda, que a redução não tem relação com a comercialização de energia do Brasil para outros países. Segundo a instituição, o corte foi possível porque as usinas da década de 1970 que já amortizaram os investimentos seguiam vendendo a energia a preços de mercado.
Fonte: Veja Online
Sites e Blogs

Deixe um comentário