Programa Minha Casa, Minha Vida será retomado

O Ministério das Cidades promete a liberação do Programa Minha Casa, Minha Vida ainda essa semana para as cidades da Região Metropolitana do DF. Representando o Ministério das Cidades, Rui Pires, especialista em Infraestrutura, se dirigiu a mais de 200 empresários da construção civil e representantes da região no auditório Interlegis, no anexo E do Senado Federal, e garantiu que haverá um novo posicionamento sobre a questão até quinta-feira.
A edição da última quinta-feira do Jornal de Brasília mostrou os efeitos da paralisação das obras. Além das 140 mil famílias sem casa, 30 mil trabalhadores da construção poderiam ficar sem empregos.  
A reunião tratou da suspensão de novas contratações de financiamentos imobiliários do programa Minha Casa, Minha Vida. Liderada pelo Senador Gim Argello (PTB/DF), a mesa de negociação procurou uma solução a curto prazo para que as construções continuem e famílias possam ter sua casa.
Formato eficiente
Gim Argello reforçou que houve a necessidade de um freio de arrumação para garantir um formato mais eficiente ao programa, mas ele deve continuar. “Sou do ramo de construção civil, sei tudo que está em jogo aqui. São 140 mil pessoas esperando para ter onde morar e funcionários desempregados. Uma coisa é defender a criação de empregos, mas temos que garantir a qualidade dessas moradias daqui pra frente”, disse.
O principal motivo para a paralisação foi a falta de água nos municípios goianos de Águas Lindas, Luziânia, Novo Gama, Cidade Ocidental e Valparaíso. No momento, o problema só persiste em Valparaíso.
Fonte: Jornal de Brasília

Sites e Blogs

Deixe um comentário