Pró-DF apresenta taxa de inadimplência

No Setor de Indústrias de Ceilândia, o lixo ocupa o lugar do progresso e do desenvolvimento: retrato da negligência ( Daniel Ferreira/CB/D.A Press)
No Setor de Indústrias de Ceilândia, o lixo ocupa o lugar do progresso e do desenvolvimento: retrato da negligência

Programa criado pelo governo para facilitar a abertura de negócios com a geração de emprego e renda, o Pró-DF tornou-se um convite ao calote. A maioria dos contratos em vigor para a aquisição de terrenos tem parcelas atrasadas. Mesmo em condições facilitadas, muitos beneficiários não cumprem as obrigações. Hoje, a taxa de inadimplência é de 68%. 


Na maior parte dos lotes cedidos em área pública, o desconto é de até 95% do valor do terreno, com prazo de carência de cinco anos para compra e de 36 meses para quitar o financiamento. Durante 60 meses, paga-se aluguel irrisório, de 0,5% do preço do imóvel, montante ainda abatido no ato da venda. O que seria estímulo para o crescimento econômico produz atualmente R$ 88 milhões de prejuízo aos cofres públicos. O cálculo é da Agência de Desenvolvimento do DF (Terracap).

Fonte: Correio Braziliense

Extratos dos Jornais

Deixe um comentário