Polícia vai investigar fraude em concurso

Tumulto durante os exames pode levar à anulação de processo seletivo realizado pelo governo do Distrito Federal

Publicação: 04/02/2013 08:23 Atualização:

Candidatos fazem vigília em frente à Universidade Católica, inconformados com as irregularidades. Muitos usaram telefone celular durante os testes  (Breno Fortes/CB/D.A Press)
Candidatos fazem vigília em frente à Universidade Católica, inconformados com as irregularidades. Muitos usaram telefone celular durante os testes

O concurso público para 400 vagas de técnico em enfermagem da Secretaria de Saúde do Distrito Federal está sob suspeita. Pelo menos 30 candidatos registraram boletim de ocorrência na 21ª Delegacia de Polícia de Taguatinga, relatando irregularidades durante a realização das provas na Universidade Católica de Brasília (UCB), na manhã de ontem, como a falta de fiscalização e a posse e o uso de aparelhos celulares pelos inscritos.


Em protesto contra a desorganização, alguns candidatos que deixaram as salas antes do fim do prazo passaram a gritar debaixo do prédio respostas das questões que estavam sendo cobradas no exame, como a realização de alguns procedimentos ambulatoriais. O Sindicato dos Auxiliares e Técnicos de Enfermagem do DF informou que pedirá a anulação dessa segunda etapa ao Ministério Público.


Fonte: Correio Braziliense

Extratos dos Jornais

Deixe um comentário