Planaltina usa arteterapia na recuperação da autoestima

Usar a arte como terapia é um dos objetivos do grupo Arte-Sã, que funciona no Centro de Referência em Práticas Integrativas em Saúde de Planaltina (Cerpis), que atende pessoas da comunidade com problemas de depressão, baixa autoestima, ansiedade, estresse e dificuldades de relacionamento.

“Quando vê que é capaz de fazer algo bonito, o aluno leva isso para a vida. Há uma transformação de dentro para fora que o ajuda a melhorar o convívio social”, explicou a psicóloga Maria Luísa Costa ao destacar as atividades artísticas proporcionadas no local.

Como parte da terapia, os integrantes do grupo produzem diversos tipos de artesanato, entre eles, bordados, tapetes, cachecóis e trabalhos em madeira, além das demais atividades oferecidas, como conversas, palestras, exercícios de relaxamento e aulas práticas.

Maria Luísa acrescenta que o objetivo principal é conduzir a pessoa ao autoconhecimento, e a arte é terapêutica: “O cérebro responde bem à beleza da arte. As duas agregadas fortalecem, resgatam e equilibram a autoestima”, contou.

Para a aposentada Eutália Riogrande, a terapia tem ajudado muito: “Sofria de depressão porque me sentia muito sozinha, mas no Centro fiz muitas amizades, troco ideias, e descobri meus verdadeiros valores”.

O grupo é aberto às pessoas da comunidade e funciona toda segunda-feira, das 8h às 10h.

Fonte:

Deixe um comentário