Petrobras pede mais reajustes nos combustíveis

A presidente da estatal admite que a situação da empresa é difícil e diz que vai cobrar novos reajustes no preço dos combustíveis

Publicação: 06/02/2013 06:01 Atualização: 06/02/2013 08:21

'Uma petroleira que investe pesado na área de refino tem de buscar continuamente a paridade com as cotações internacionais' Graça Foster, presidente da Petrobras (Antonio Scorza/AFP)
“Uma petroleira que investe pesado na área de refino tem de buscar continuamente a paridade com as cotações internacionais” Graça Foster, presidente da Petrobras

A presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, avisou ontem que vai cobrar do governo novos reajustes dos preços dos combustíveis para que a companhia volte a mostrar “saúde no fluxo de caixa”. Durante a apresentação dos resultados da estatal, que teve em 2012 o menor lucro (R$ 21,1 bilhões) em oito anos, ela ressaltou, diversas vezes, que os aumentos concedidos desde o ano passado — 16,1% para o diesel e 14,9% para a gasolina — ainda não foram suficientes para zerar a diferença entre os valores cobrados dos consumidores no Brasil e os pagos na importação de derivados, um dos principais motivos da queda de 36% no resultado da empresa em relação a 2011.

Fonte: Correio Braziliense

Extratos dos Jornais

Deixe um comentário