Paciente que recebeu medicação errada será indenizada

O Governo do Distrito Federal terá que indenizar uma paciente por ter fornecido um medicamento errado, resultando em superdosagem. O DF chegou a recorrer, mas a sentença foi mantida pela 1ª Turma Recursal do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT).


A paciente, que sofre de insônia e depressão, foi consultar no Hospital de Base, onde receitaram meio comprimido de 25 mg de levomepromazina, de manhã e à noite. Na farmácia do Centro de Saúde nº 1 de Planaltina, ela recebeu comprimidos de 100 mg, e diz que não foi alertada sobre a diferença dos comprimidos. 


Com a superdosagem, ela teve dores de cabeça, náuseas, falta de ar e outros problemas, o que a levou de volta ao hospital.O farmacêutico que fez o atendimento disse que existe uma relação de medicamentos padronizados, sendo que o medicamento prescrito estava disponível apenas na dosagem de 100 mg. 


Para o juiz, o caso se trata de dano causado à saúde por causa da má prestação de serviço por parte do Centro de Saúde. 


Fonte: Correio Braziliense

Extratos dos Jornais

Deixe um comentário