Obras para evitar erosões no Parque Olhos d’Água

Um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) foi assinado ontem entre o Instituto Brasília Ambiental (Ibram) e o Ministério Público, que reconheceu a importância de retomar as obras do GDF para canalizar as águas pluviais no Parque Ecológico Olhos d’Água e conter as erosões.

“A nossa obra é uma intervenção paliativa e visa minimizar os danos ambientais, decorrentes do aumento do volume de água pluvial, que tende a aumentar com as chuvas e agravar as erosões da área”, explicou o secretário de Meio Ambiente, Eduardo Brandão.

A previsão é que as obras serão retomadas na próxima semana, logo após uma pequena adequação no projeto, e a conclusão está prevista para meados de novembro, antes do início das chuvas em Brasília.

OBRAS – As obras realizadas no Parque Olhos d’Água são iniciativa do Ibram para conter o processo erosivo, que traz riscos à estrutura do prédio I da SQN 212 e à sustentação da via Eixo L Norte.

A perícia realizada no local verificou que esta ação reduzirá o processo erosivo que ocorre no local e seu término tem caráter emergencial, devido à aproximação do período de chuvas que potencializará esses impactos.

O investimento no parque é feito por compensação ambiental do projeto “Brasília, Cidade Parque”, que tem como objetivo principal a revitalização e a implantação de todos os 72 parques do DF.

Para a nova área estão previstos pista de cooper e outros locais de convivência e até uma ligação subterrânea entre o local do parque atual e o novo.

Fonte:

Deixe um comentário