Novo tipo de dengue

Lixo acumulado no Setor de Indústria da Ceilândia: a região administrativa tem o maior número de casos em 2013 (Daniel Ferreira/CB/D.A Press)
Lixo acumulado no Setor de Indústria da Ceilândia: a região administrativa tem o maior número de casos em 2013

O aparecimento de casos tipo 4 da dengue no Distrito Federal — onde, até então, prevalecia o tipo 1 — preocupa o governo e representa  ameaça à saúde pública. Isso porque, quando uma pessoa é infectada por um dos quatro tipos de vírus, ela adquire imunidade àquela variação específica. Para desenvolver os sintomas de novo, ela tem de ser picada por um mosquito que transmita um tipo diferente daquele que provocou a primeira manifestação.


Com o surgimento do novo sorotipo, existe o risco de ocorrer uma epidemia generalizada, como explica o infectologista José David Urbaez. “Temos de nos programar para a possibilidade de explosão no número de casos e incidências mais graves. Quando se introduz um novo sorotipo, você tem uma população inteira suscetível, ‘virgem’. Além disso, quem teve outros tipos tem mais chances de contrair de novo e desenvolver um quadro grave.”


Atualmente, Ceilândia, Taguatinga, Sobradinho 2, Samambaia e São Sebastião são as regiões administrativas com maior número de casos em 2013: 69, 42, 36, 29 e 24, respectivamente. 

Fonte: Correio Braziliense

Extratos dos Jornais

Deixe um comentário