No Rio, de 209 casas noturnas vistoriadas, só 10 são aprovadas

tragédia da boate Kiss, em Santa Maria, alertou autoridades de todo o país para o problema da ilegalidade e da falta de segurança em relação à prevenção contra incêndios. Aos poucos, no Rio de Janeiro, o que se descobre é que a falta de segurança é uma regra, não a exceção, como se imaginava.
Os dados da primeira leva de fiscalizações após o incêndio no Rio Grande do Sul, no último domingo, são assustadores. Ao longo da última semana, 209 casas noturnas foram vistoriadas no estado do Rio. Só 10 delas foram aprovadas. E 127 acabaram interditadas por oferecer risco iminente aos frequentadores, como portas obstruídas e ausência de sinalização de emergência e extintores. Ou seja, nesse grupo, não havia sequer a possibilidade de regularização de documentos e de equipamentos para que a casa continuasse funcionando até uma nova inspeção.
Fonte: Veja Online
Extratos dos Jornais

Deixe um comentário