Não ao terrorismo nutricional

Tenho observado ao longo da minha vida profissional como a mídia, quando sensacionalista, consegue transformar a opinião pública, conseguindo inclusive ditar as tendências da alimentação. Hoje em dia, com as redes sociais invadidas por “blogueiros e blogueiras fitness” sem nenhuma capacitação técnica, estamos vendo modas e regras sobre nutrição e alimentação sem nenhuma evidência científica invadindo a opinião pública, o que é preocupante do ponto da saúde coletiva. Nós, nutricionistas e especialistas no assunto, chamamos o que está acontecendo nas redes de terrorismo nutricional.

Quando cientistas divulgam os resultados de suas pesquisas sobre algum alimento ou nutriente, os especialistas em nutrição são capazes de interpretar os resultados e aplicar ou não essas evidências na prática clínica. O mais importante na abordagem profissional é a individualização da prescrição. Um dos princípios básicos para uma alimentação saudável e equilibrada é não limitar o consumo de nenhum nutriente ou grupo alimentar se não há justificativa pra isso.

Hoje em dia, o terrorismo nutricional envolve a proibição de alimentos que são fontes de glúten, lactose, gordura saturada… nem sempre alimentos modificados pela indústria pra não conter esses elementos são mais saudáveis do ponto de vista do equilíbrio nutricional, e pra quem não tem nenhuma restrição, fazer uso desses alimentos ou produtos pode ser inclusive prejudicial. Sempre que você tiver dúvida sobre quais alimentos escolher para ter uma alimentação saudável, procure um nutricionista.

Fonte:

Deixe um comentário