Mursi interrompe viagem

As autoridades da cidade egípcia de Ismailia afrouxaram nesta quarta-feira um toque de recolher imposto pelo presidente Mohamed Mursi, que precisou interromper uma visita à Europa para lidar com a pior crise política do país desde que assumiu o cargo, há sete meses. Mais dois manifestantes foram mortos a tiros antes do amanhecer perto da Praça Tahrir, no centro do Cairo, um dia depois de o chefe do Exército advertir que o estado entrará em colapso se opositores e aliados de Mursi não encerrassem os confrontos nas ruas do país.
Mais de 50 pessoas foram mortas nos últimos sete dias durante manifestações de opositores de Mursi, elevando a preocupação global sobre a capacidade do presidente de restaurar a estabilidade do país mais populoso do mundo árabe. Mursi impôs um toque de recolher e um estado de emergência em três cidades do Canal de Suez.
Fonte: Veja Online
Sites e Blogs

Deixe um comentário