Mulheres morrem atropeladas em protesto

Duas mulheres ainda não identificadas morreram atropeladas na manhã de hoje (24) durante protesto na BR-251, em Cristalina (GO), no Entorno do Distrito Federal. De acordo com o inspetor da Polícia Rodoviária Federal Tércio Baggio, que está no local, elas foram atingidas por um motorista na altura do bairro Marajó, enquanto começavam a montar um bloqueio na rodovia, por volta das 7h.

Ele informou que o motorista fugiu sem prestar socorro às vítimas, mas que já entrou em contato com a polícia para prestar esclarecimentos. O inspetor ressaltou que ainda não é possível determinar as responsabilidades sobre o atropelamento e aguarda a chegada da Polícia Civil, que fará uma perícia no local.

“Manifestantes contaram que ele parou pouco depois do local do acidente, mas acabou indo embora. Talvez por medo de ser agredido. Ele ligou para a polícia e disse que está disposto a prestar as informações necessárias sobre o acidente. Ainda não dá para saber se o motorista avançou sobre as manifestantes ou se elas é que invadiram a pista”, disse.

Tércio Baggio destacou que cerca de 400 manifestantes ainda estão no local e interditam os dois sentidos da rodovia. Segundo o inspetor, mais cedo eles incendiaram pneus para reivindicar melhorias nos serviços públicos e legalização de lotes no bairro Marajó. Baggio acrescentou que o engarrafamento em consequência do ato chega a 1 quilômetro em cada sentido da estrada. “Como há muitas vias vicinais, os motoristas conseguem desviar, e o congestionamento não é tão grande”, disse. A previsão, segundo ele, é que até o início da tarde o trânsito seja liberado.

Thais Leitão*
Repórter da Agência Brasil

*Colaborou Thaís Passos, repórter do Radiojornalismo

Fonte:

Deixe um comentário