Mulher denuncia agressão e delegado pergunta se “não foi o guarda-roupa”

A vendedora Flávia Batista Florência foi agredida por um ex-companheiro na cidade de Piancó, no Sertão da Paraíba. Ao chegar na delegacia para prestar ocorrência, o delegado perguntou se a escoriação não foi causada pela porta do guarda-roupa ou por uma queda da escada.

A denúncia foi registrada no início do mês de maio, mas o relato só veio a público nesta quarta-feira (17) em notícia veiculada pelo portal G1 da Paraíba.

À reportagem da TV Paraíba, o delegado Rodrigo Pinheiro, responsável pelo caso, disse que tem duas linhas de investigação e a vítima não corre perigo, por isso não concedeu medida protetiva contra o suposto agressor. A reportagem também procurou o ex-companheiro de Flávia Florêncio, mas ele preferiu não comentar o assunto.

De acordo com a mãe da vítima, Neumã Batista, a filha tinha sido agredida pelo ex-companheiro com socos na cabeça, sendo atingida no olho. Ao ir até a delegacia registrar a agressão, a vítima diz ter recebido tratamento irônico.

“O delegado perguntou ironicamente ‘tem certeza que isso não foi a porta do guarda-roupa?’, ‘tem certeza que a senhora não caiu da escada?’, na minha casa não tem escada foi a resposta que ela deu”, comentou.

Fonte:

Deixe uma resposta