MST faz manifestações no DF

Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) fazem manifestações, nesta sexta-feira (28), pela aceleração do processo de reforma agrária no país, bloqueando o trânsito em rodovias do Distrito Federal (DF). Em uma das ações, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), cerca de 80 pessoas ocupam, desde as 6h30, os dois sentidos da BR-020, na altura do quilômetro (km) 33, próximo ao trevo de acesso ao município de São João da Aliança (GO).

Segundo o inspetor da PRF Tércio Baggio, o protesto é pacífico, e uma equipe de policiais negocia a liberação das pistas. Ele informou que há congestionamento no local, mas ainda não foi determinada sua extensão.

Outra manifestação ocorre na DF-240, onde cerca de 60 integrantes do MST, conforme estimativa da Polícia Militar, atearam fogo a pneus e a entulhos em um trecho próximo à saída para a cidade de Planaltina, no Entorno do DF. De acordo com a PM, o trânsito está sendo desviado por estradas alternaltivas, enquanto policiais negociam a desobstrução das pistas.

Mais cedo, de acordo com a PM, mais um protesto foi registrado na DF-180, próximo à cidade de Brazlândia, no Entorno do DF. Manifestantes interromperam o trânsito nos dois sentidos da rodovia por volta das 6h30 e liberaram as pistas pouco depois das 9h.

Em nota divulgada em seu site, o MST informa que entre as reivindicações também estão a democratização dos meios de comunicação, o fim do monopólio das empresas de transporte público do DF, a promoção de um referendo popular sobre o uso de agrotóxicos e a criação e ampliação de escolas no meio rural.

No comunicado, o movimento acrescenta que os protestos de hoje fazem parte do processo preparatório ao ato de paralisação nacional de trabalhadores, que está sendo convocado pelo MST e por centrais sindicais para o dia 11 de julho.

Thais Leitão
Repórter da Agência Brasil

Fonte:

Deixe um comentário