Movimento no comércio fica praticamente estável em agosto

O movimento dos consumidores nas lojas em todo o país aumentou 0,2% em agosto na comparação com julho, segundo a empresa de consultoria Serasa Experian. Os segmentos que mais registraram alta foram o de material de construção (1,7%) e o de supermercados, hipermercados, alimentos e bebidas, que cresceu 1,6%. No sentido contrário aparecem as lojas de veículos, motos e peças, com queda de 0,6%, e o setor de tecidos, vestuário, calçados e acessórios, que recuou 3,4%.

No acumulado do ano, a atividade do comércio registrou alta de 5,7%. As variações positivas foram influenciadas pelo item combustíveis e lubrificantes (6,6%) e de supermercados, hipermercados, alimentos e bebidas (5,8%). O segmento de móveis, eletroeletrônicos e informática acumulou alta de 4,5% no período e o de tecidos, vestuário, calçados e acessórios, de 3,2%. O conjunto veículos, motos e peças e o de material de construção cresceram 2,4% e 2,1%.

Segundo os economistas da Serasa Experian, o principal fator que contribuiu para melhorar o movimento nos supermercados, hipermercados, alimentos e bebidas foi a redução dos preços dos alimentos.

“Por outro lado, a escalada do dólar e o aumento dos juros, combinados com menor grau de confiança dos consumidores, impactaram negativamente no movimento de segmentos movidos a crédito em agosto, como o de veículos, motos e peças e o de móveis, eletroeletrônicos e informáticas, os quais recuaram 5,7% e 4,9%, respectivamente, em relação a agosto de 2012”, analisam os economistas da entidade.

Fonte:

Deixe um comentário