Moda brasileira tenta se firmar no exterior

Modelos apresentam coleção primavera/verão do estilista brasileiro Pedro Lourenço na Semana de Moda de Paris, em 01/10/2012

Modelos apresentam coleção primavera/verão do estilista brasileiro Pedro Lourenço na Semana de Moda de Paris, em 01/10/2012 (Charles Platiau/Reuters)
Mesmo no meio de uma crise atribuída por representantes do setor à falta de incentivo econômico e político, a moda nacional continua a fazer seus esforços para competir com as marcas estrangeiras no país — e também fora dele. O desafio dos estilistas brasileiros para se infiltrar no mercado internacional é desfazer o imaginário de que a moda do país só tem a oferecer produtos com estampas de banana, Havaianas, biquínis e modelos lindas. 
Aos poucos, alguns nomes como Carlos Miele, presente em Nova York, Alexandre Herchcovitch, que possui uma loja-conceito em Tóquio, e Pedro Lourenço, aplaudido na semana de moda Paris, conseguiram ultrapassar a fronteira do Brasil com coleções bem distantes do sofisma da moda tropical.
“O Brasil está na moda. Estamos cansados de saber disso. Então, o estrangeiro quer consumir produto brasileiro, mas longe dessa imagem da banana, da arara, do papagaio. Ele quer uma identidade brasileira mais cool. Como os irmãos Campana fizeram na cenografia do São Paulo Fashion Week este ano”, diz Rafael Prado, gestor de projetos da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).
Fonte: Veja Online
Sites e Blogs

Deixe um comentário