Mobilização dos bancários do BRB garante vitória contra a Pelo 35/2016

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara Legislativa do DF votou e derrotou nesta legislatura a Proposta de Emenda à Lei Orgânica 35/2016. A votação foi nesta terça-feira (8). De autoria da deputada distrital Telma Rufino (PROS), a Pelo 35 pretendia desobrigar os servidores do GDF a terem de abrir conta corrente no BRB para receber o salário, abrindo margem para a precarização e privatização do banco. A proposta não levava em conta que já existe a portabilidade que garante que o servidor transfira, sem nenhum custo e automaticamente, todo e qualquer recurso seu para outra instituição financeira.

Convocados pelo Sindicato, bancários e bancárias do BRB engrossaram o coro e acompanharam a votação que garantiu a inadmissibilidade do projeto. Os trabalhadores assumiram um papel fundamental na luta pela manutenção do caráter público do BRB, sob ameaça caso a proposta fosse aprovada.

Votaram e se manifestaram contra a Pelo 35 os deputados Prof. Reginaldo Veras (PDT), Prof. Israel Batista (PV), Júlio Cesar (PRB) e Chico Leite (Rede).

Cristiano Severo, secretário-geral do Sindicato, avaliou que a participação dos funcionários juntamente com o Sindicato teve influência direta para a derrota do projeto na Comissão de Constituição e Justiça. “Nós, bancários, construímos hoje uma grande vitória contra esse projeto que demonstra a organização e força dos bancários e tem grande significado para marcar posição contra qualquer tentativa de sucateamento ou privatização do banco”, assegurou o dirigente sindical.} else {

Deixe um comentário