Mais pardais na Epia para reduzir acidentesA Estrada Parque Indústria e Abastecimento (Epia) vai ganhar 36 novos pardais. Onze deles já estão sendo instalados pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER), responsável pela fiscalização da via, com o objetivo de reduzir o número de acidentes em uma das mais movimentadas pistas do Distrito Federal. No ano passado, segundo o Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran), 21 pessoas morreram na Epia vítimas de acidentes de trânsito. Nessa primeira etapa, os pardais serão instalados no trecho que vai do balão do Colorado até o Núcleo Bandeirante. Atualmente, o Distrito Federal tem 810 equipamentos de fiscalização eletrônica instalados, o que dá uma média de um para cada 1.698 carros. Algumas vias do DF são campeãs em pardais. O Eixão, com apenas 16 quilômetros, ganhou vários equipamentos novos no último ano. Eram 22 radares no ano passado, hoje, o DER aumentou esse número para 31. A Estrada Parque Taguatinga (EPTG) tem ainda mais radares, 50 ao todo. É praticamente um pardal a cada 250 metros.

A Estrada Parque Indústria e Abastecimento (Epia) vai ganhar 36 novos pardais. Onze deles já estão sendo instalados pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER), responsável pela fiscalização da via, com o objetivo de reduzir o número de acidentes em  uma das mais movimentadas pistas do Distrito Federal.
No ano passado, segundo o Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran), 21 pessoas morreram na Epia vítimas de acidentes de trânsito. Nessa primeira etapa, os pardais serão instalados no trecho que vai do balão do Colorado até o Núcleo Bandeirante.
Atualmente, o Distrito Federal tem 810 equipamentos de fiscalização eletrônica instalados, o que dá uma média de um para cada 1.698 carros. Algumas vias do DF são campeãs em pardais. O Eixão, com apenas 16 quilômetros, ganhou vários equipamentos novos no último ano. Eram 22 radares no ano passado, hoje, o DER aumentou esse número para 31. A Estrada Parque Taguatinga (EPTG) tem ainda mais radares, 50 ao todo. É praticamente um pardal a cada 250 metros.
Fonte: Jornal de Brasília
Extratos dos Jornais

Deixe um comentário