Jovens brasilienses e estrangeiros preparam-se

A maioria dos brasilienses que irá participar da Jornada Mundial da Juventude começa a deixar a capital rumo ao Rio de Janeiro amanhã (21). Espera-se que cerca de 5 mil pessoas de Brasília prestigiem o evento, que começa na próxima terça-feira (23) e vai até o domingo seguinte (28). Seiscentos brasilienses voluntários já partiram de ônibus para a capital carioca ontem (19). Hoje (20), espera-se que 2 mil pessoas se reúnam na Universidade Católica de Brasília para encerrar as atividades da Semana Missionária, evento pré-jornada, com uma missa, do arcebispo de Brasília, dom Sérgio da Rocha, às 18h. Antes da missa, seis bandas católicas estão se apresentando no local. Na área externa do ginásio onde ocorrerá o evento estão montadas barracas para a venda de livros, CDs, santinhos, medalhas camisetas e imagens religiosas

Ao longo desta semana, brasileiros e 295 estrangeiros – entre venezuelanos, mexicanos, peruanos, chilenos, colombianos, franceses e australianos – participaram de vigílias, orações, missas e ações solidárias no Distrito Federal e no entorno. Os participantes que não moram em Brasília e também os estrangeiros ficaram hospedados em casas de famílias. O objetivo foi fazer com que os jovens neste período pré-jornada tivessem uma vivência cultural da cidade.

Para os participantes, a expectativa de ver o papa Francisco é grande. Três jovens peruanas viajaram quase 5 mil quilômetros para a jornada, saindo da capital peruana. “Estamos emocionadas para vê-lo [o papa]. Isso só pode ter sido um presente de Deus”, disse Diana Ruíz, 18 anos, acompanhada de outros 24 jovens do Peru e dois representantes de igrejas peruanas.

Bruna Espíndola, 17 anos, só conseguiu passagens ao Rio de Janeiro para a próxima sexta-feira (26) e lamenta perder o início do evento. Segundo ela, o grupo jovem da igreja que frequenta há cerca de três anos organizou rifas, bazares e cafés da manhã para custear a viagem, que ainda não está quitada.

“Ver o papa vai ser um sonho realizado, mas eu também estou indo à jornada para encontrar pessoas que estão buscando uma vocação e com diferentes testemunhos de fé”, explicou a jovem.

“É muito bom ver a alegria e a animação de desses jovens, que são o futuro da sociedade e da humanidade. Por meio deles, sabemos que teremos famílias e relacionamentos melhores”, disse o coordenador de comunicação da arquidiocese de Brasília, padre José Emerson Cabral. Todos os eventos da Semana Missionária em Brasília foram custeados pela arquidiocese e por paróquias da cidade.

Fonte:

Deixe um comentário