Insegurança ameaça sossego dentro de casa

Sossego, aconchego e segurança. É isso que as pessoas esperam ao chegar em casa. Contudo, no Distrito Federal a realidade é outra. Dados da Secretaria de Estado de Segurança (SSPDF) mostram que o roubo e furto a apartamentos e residências vêm crescendo a cada dia. Neste ano, em janeiro e fevereiro, o total é de 83 ocorrências. Em 2012, no mesmo período, foram 61 crimes. O aumento é de 36%.
Até setembro, mais de cinco mil casos foram registrados: uma média de 555 invasões a residências por mês. Ceilândia, Planaltina e Taguatinga somaram mais de 1,6 mil. Brasília teve cerca de 300 ocorrências.
A conclusão dos moradores é de que faltam policiamento e ação do governo. E para quem tem esperança em um cenário melhor, o chefe do Departamento de Operações (DOP) da PM, coronel Alair Garcia Junior, deixou claro que a tarefa é difícil de ser cumprida. “Seria um luxo tremendo se eu pudesse ter um grupo de cada unidade trabalhando exclusivamente na repressão de roubos e furtos em residências. Não posso fazer isso”, avisou.
De acordo com o chefe do DOP, para coibir a ação dos bandidos, mais de quatro mil pessoas suspeitas são abordadas diariamente. Além disso, carros também são parados e revistados.

Fonte: Jornal de Brasília

Sites e Blogs

Deixe um comentário