Início promissor

Goree – Cestinha da partida, o americano mostrou serviço
Goree – Cestinha da partida, o americano mostrou serviço

O campeão voltou. Depois de uma temporada desastrosa, na qual perdeu tudo o que disputou, o UniCeub/BRB/Brasília tenta se reerguer. E começou muito bem! O primeiro torneio oficial da temporada 2013/2014 é o sulamericano de clubes. O grupo A da primeira fase foi disputado na capital federal nos dias 1, 2 e 3 de outubro. E o novo Brasília arrebentou! Foram três convincentes vitórias, o primeiro lugar do grupo e a classificação garantida para a fase semifinal, a ser disputada no início de novembro.

Os jogos foram disputados no ginásio da Asceb, na 904 Sul, a arena preferida da torcida candanga. O Brasília estreou massacrando o frágil Atlético Nacional, da Bolívia, por 146 a 62. No confronto seguinte, o Comunikt, do Equador, ofereceu mais resistência, mas também sucumbiu. Placar final: 95 a 79, com destaque para Alex Garcia.

Brasília e Boca Juniors já chegaram classificados à rodada final. No entanto, ninguém esperava um jogo fácil, por tratar-se de mais um Brasil x Argentina, tradicionais rivais, seja qual for o esporte. No basquete, ao contrário do futebol, o Boca não é o bicho-papão dos Hermanos. O Athenas, de Córdoba, e o Peñarol, de Mar del Plata, têm dominado o “baloncesto” do país vizinho. De qualquer forma, o time é forte, e não estava disposto a facilitar as coisas para o Brasília.

O jogo foi duríssimo, com vários lances mais ríspidos, exigindo muito trabalho dos árbitros. A animadíssima torcida Lobo-Guará viu, então, uma nova postura do Brasília: uma defesa forte, marca registrada do campeoníssimo treinador argentino Sérgio Hernández, que, aliás, é torcedor do Boca.

Deixe um comentário