Índice de desemprego volta a subir no DF

Apesar de registrar a segunda alta consecutiva, depois de quatro meses de queda no índice de desemprego medido pela Pesquisa de Emprego e Desemprego do Distrito Federal (PED-DF), o governo mantém a meta de fechar este ano com a taxa de apenas um dígito — a mesma tentativa frustrada em 2012. Em fevereiro, 12,8% dos brasilienses estavam sem ocupação, enquanto em janeiro eram 12%. O crescimento do número é justificado pela diminuição de 11 mil postos de trabalho e pela estabilidade da População Economicamente Ativa (PEA). Os setores que mostraram pior desempenho foram comércio e construção civil, com variação negativa de 2% e 3,4%, respectivamente.


De acordo com a economista do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), a elevação no nível de desemprego é uma questão sazonal. “Esse resultado era esperado, por conta dos empregos temporários, no caso do comércio. A construção civil também teve uma queda, possivelmente ocasionada pelas chuvas. As férias também contribuem, já que as pessoas adiam as reformas em casa”, explicou. Na comparação com fevereiro de 2012, a taxa de desocupação teve variação de 3,2%.


Fonte: Correio Braziliense

Extratos dos Jornais

Deixe um comentário