Hospitais públicos disponibilizam Teste do Coraçãozinho a bebês

Mais de 360 bebês nascidos no Hospital Regional do Gama (HRG) passaram pelo exame de oximetria- mais conhecido como Teste do Coraçãozinho-, desde que o serviço começou a ser oferecido na unidade, há um mês, para detectar e prevenir problemas cardíacos nos recém-nascidos.

“A nossa meta é fazer o teste em todos os bebês nascidos no Hospital do Gama. O exame é muito importante e, se for observado algum problema, as providências serão tomadas de imediato”, enfatizou a chefe da Maternidade do HRG, Joelma Alves Lessa.

Além do HRG, o Teste do Coraçãozinho é realizado desde o ano passado no Hospital Materno Infantil de Brasília (HMIB) e nos hospitais regionais de Taguatinga, Brazlândia, Samambaia, Paranoá, Planaltina e Asa Norte.

De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Pediatria, cerca de 10 em cada mil nascidos vivos podem apresentar alguma malformação congênita e, dentre esses, dois podem ter cardiopatias graves e precisar de intervenção médica urgente.

O procedimento é simples, indolor, consiste em medir a oxigenação do sangue e os batimentos cardíacos do recém-nascido com o auxilio de um oxímetro instalado no pulso e no pé, e deve ser feito nos primeiros dias de vida, em bebês com mais de oito meses de gestação.

O Teste do Coraçãozinho permite identificar precocemente se a criança tem alguma doença grave no coração e, em caso positivo, o paciente é submetido ao exame de ecocardiograma para confirmar o diagnóstico.

A dona de casa Yony de Oliveira, 35 anos, deu à luz a segunda filha, Ana Laura, na última quinta-feira e fez o exame hoje, antes de ter alta. “Não sabia que tinha esse teste do coraçãozinho, só o do pezinho”, contou.

“Agora sei da importância do exame e estou muito aliviada de ver que deu tudo certo, eu e minha filha estamos liberadas agora para ir para casa comemorar o dia dos pais”, acrescentou a mãe.

O teste ainda não é obrigatório por lei no Distrito Federal, mas a Secretaria de Saúde forneceu o oxímetro aos hospitais públicos devido à importância do exame.

Fonte:

Deixe um comentário