GDF remove obras irregulares

Duas operações do Comitê de Combate ao Uso Irregular do Solo, realizadas em Samambaia e no Lago Norte, nesta segunda-feira (3), resultaram na remoção de 1.165 metros lineares de cerca e três construções. A Secretaria da Ordem Pública e Social (Seops) e a Agência de Fiscalização (Agefis) agiram ainda no início das ocupações irregulares. Samambaia foi a região administrativa onde a fiscalização encontrou mais problemas. Pelo menos quatro quadras receberam a operação do Comitê. Uma obra de alvenaria, 120 metros lineares de muro e 80 de cerca acabaram retirados da QR 405. Outra construção, junto com 15 metros lineares de cerca, foram alvos no Conjunto 02 da QR 505. A mesma equipe passou ainda em um terreno da QR 827, em frente ao Conjunto 08. Lá foram removidos 240 metros lineares de cerca em madeira e zinco. Mais 30 metros lineares acabaram descaracterizados na QR 829, atrás da Chácara 13. Outra equipe do Comitê esteve no Lago Norte. Uma edificação feita em madeira e lona e 800 metros lineares de cerca acabaram erradicados na Chácara Nossa Senhora Aparecida, inserida no Núcleo Rural Córrego do Bálsamo. O acesso ao terreno se dá pela DF 005, próximo ao Varjão. A ação na cidade terminou na Chácara 02 da MI 13. O saldo no local foi de uma obra em alvenaria removida. Cento e dez servidores estiveram envolvidos nas operações. Participaram Seops, Agefis, PMDF, Terracap, SLU, CEB e Caesb

Fonte:

Deixe um comentário